NOTÍCIAS

Vêm aí as séries do Facebook

Vêm aí as séries do Facebook

O Facebook é a rede social mais utilizada no mundo. Criado por Mark Zuckerberg, a aquisição do Instagram e do Whatsapp fez dele um dos líderes na publicidade na Internet. No entanto, longe de ficar parada, a empresa quer continuar a apostar na inovação e decidiu concentrar-se na criação de conteúdo. É por essa razão que as séries do Facebook serão criadas com o objetivo de oferecer uma experiência mais completa ao utilizador.

O conteúdo é o novo rei
A estratégia de apostar em conteúdo próprio não é algo exclusivo do Facebook. Antes desta rede social, outros gigantes como a Amazon (com o seu programa Amazon Premium) ou a Movistar (no seu canal Movistar +) lançaram para criar as suas próprias séries de TV. A razão por trás desta visão é procurar manter o público e oferecer algo exclusivo que atraia novos clientes.
O surgimento de plataformas como Netflix ou HBO é um sinal de que os espectadores estão dispostos a pagar pela ficção se acharem que vale a pena. Graças a estes portais, podemos consumir séries de qualidade através da internet. O seu sucesso causou que os gigantes tecnológicos não desejem ser deixados para trás e também apostar pela criação de seu próprio conteúdo cinematográfico.

O plano de Facebook
Com uma capitalização de mercado que o torna uma das empresas mais valiosas do mundo, não tem problemas económicos. É por esse motivo que pode alocar uma quantia apreciável de dinheiro para fazer séries.
A estratégia é criar dois tipos de séries. Por um lado, produções de curta duração (menos de cinco minutos) que são constantemente atualizadas. Este tipo de elementos serviria para notícias ou eventos e seria destinado a pessoas com pouco tempo que procuram um pequeno momento de relaxamento. Seria uma ideia semelhante às histórias curtas atuais oferecidas pelo Snapchat.
A criação de séries com uma duração de cerca de 30 minutos que possuem um argumento definido é outra ideia. O Facebook levaria a Netflix como referência e procuraria criar produtos de alta qualidade. Não haveria problemas de orçamento para que o resultado fosse interessante e atraente o suficiente.
Como outras plataformas, as séries do Facebook seriam acessíveis através da internet, para que pudessem ser consumidos em casa ou a viajar, adaptando-se às necessidades do utilizador.

Os motivos desta estratégia
Existem vários motivos para o  Facebook criar séries próprias. Por um lado, seria uma maneira de fazer com que mais de 2.000 milhões de utilizadores gastassem mais tempo na plataforma. Isso traduz-se em maiores receitas publicitárias.
Por outro lado, é também um foco de atração para uma audiência entre as idades de 20 e 35 que, atualmente, preferem usar outras redes sociais.

Para quando?
Criar conteúdo de qualidade é um processo lento e caro. Por isso ainda precisa de esperar alguns meses para desfrutar da nova série Facebook exclusiva. No entanto, a rede social já começou a comprar produções de outras empresas para que os seus utilizadores possam ver vídeos interessantes nos seus servidores.

Via: Generacion Young